Direito de Viver

Não sei se meu corpo aguenta outra noite de verão, tentei pensar onde não podia
Abro a janela e tento ver o sol mas a fumaça me impede, como vou ver as nuvens daqui?

Abro os jornais e ligo a TV, vejo coisas que não queria ver num país em evolução
Um ser humano normal, robô social que emprega sua vida nas filas de um hospital a procura do seu direito de viver

Quantas crianças vão ter que morrer na linha de frente
Enquanto o tráfico impregna as ruas
Quantos policiais vão se render pro lado negro da força
Quantos infernos nacionais, nós vamos manter?

Abro os jornais e ligo a TV, vejo coisas que não queria ver num país em evolução
Um ser humano normal, robô social que emprega sua vida nas filas de um hospital a procura do seu direito de viver

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s